Obras Completas Volume V Tomo II (1922-1923)

wook 35.33 € Comprar

Prossegue, com este quinto volume em dois tomos, correspondente aos anos de 1922-1923, a publicação, pela ordem cronológica dos textos, da edição crítica das Obras Completas de Leonardo Coimbra, da responsabilidade científica do Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa e em regime de co-edição do referido Centro Regional e da INCM. O vol. V da edição, através dos seus dois tomos, contém, a par de cerca de meia centena de artigos dispersos, como obras do autor, Do Amor e da Morte...

Saiba mais

Descrição

Prossegue, com este quinto volume em dois tomos, correspondente aos anos de 1922-1923, a publicação, pela ordem cronológica dos textos, da edição crítica das Obras Completas de Leonardo Coimbra, da responsabilidade científica do Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa e em regime de co-edição do referido Centro Regional e da INCM. O vol. V da edição, através dos seus dois tomos, contém, a par de cerca de meia centena de artigos dispersos, como obras do autor, Do Amor e da Morte (1922), Jesus (1923), Guerra Junqueiro (1923) e A Razão Experimental (1923). Prefaciado por Alfredo Dinis, director da Faculdade de Filosofia de Braga da Universidade Católica Portuguesa, o vol. V engloba temas variados como a democracia, o livre pensamento, a pena de morte, a relação da ciência e da filosofia, Cristo como ideal de beleza, o mistério, a tolerância ou a saudade. Sobressaindo sobretudo pelas obras que engloba, muito designadamente por A Razão Experimental, o leitor deparará na primeira com um escrito de inequívoca ressonância mística e antropológica, na segunda com um escrito de manifesto sabor lírico-poético sobre a figura de Jesus como ideal de beleza e de vida, na terceira com uma reflexão de análise crítica sobre o pensamento filosófico de Guerra Junqueiro, qualificando-o de um misticismo naturalista e panteísta, e na última, A Razão Experimental, com a expressão final e suprema do pensamento criacionista de Leonardo Coimbra, concebendo o criacionismo em termos de síntese ontognosiológica da experiência e da razão.

Detalhes

Do mesmo autor

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar no site consente a utilização dos cookies. Saber mais